HOME FORNECEDORES TRABALHE CONOSCO

Pampulha Iate Clube

 
 

Pampulha Iate Clube
Juntos sonhamos, juntos realizamos!

Foi na Belo Horizonte do final da década de 50 que surgiu a idéia de se construir um novo clube na cidade voltado para a alta sociedade mineira. E não deveria ser apenas um clube que reunisse as pessoas por castas, mas que se tornasse conhecido nacionalmente pela sofisticação e importância social. Um clube diferente de todos os demais inclusive no espaço físico e que garantisse lazer, esporte e recreação de qualidade, sobretudo para os jovens.

A obra seria imponente e três grandes mestres assinaram os projetos: Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari. O local escolhido media 300 metros ao longo da Av. Otacílio Negrão de Lima, de frente para a Lagoa da Pampulha e englobando uma área total de 44.000 metros quadrados. Um projeto arrojado, de grandes proporções e que contou com o apoio dos principais dirigentes da cidade e do Estado, o Governador José de Magalhães Pinto, o Prefeito Aminthas de Barros e os vereadores da Câmara Municipal.

Tudo foi programado para oferecer um cenário grandioso e exuberante, a começar pela piscina que, com cento e dois metros de extensão, até hoje é um dos principais cartões postais do Clube. Niemeyer criou a forma insuperável, Burle Marx utilizou mudas e flores de todo o mundo para criar um maravilhoso jardim e Portinari enfeitou, com sua arte esplendorosa, o interior do salão de festas e o cenário dos jardins, com o quadro “Frevo” e com um painel de azulejos intitulado “Peixes”. O quadro, quando da fundação do PIC Cidade, foi removido da Pampulha e instalado no hall principal do novo prédio, na rua Cláudio Manoel, Praça da Liberdade.

A primeira diretoria que se responsabilizou pela administração na fase de construção e instalação do PIC teve como presidente José Olímpio de Castro Filho, então advogado do Banco da Lavoura que, com seus companheiros, deram a primeira grande contribuição à causa hoje cinquentenária. O PIC foi inaugurado dez meses após o início das obras, graças a um financiamento obtido junto ao Banco da Lavoura, que foi garantido com o compromisso do Clube de autorizá-lo a vender as primeiras cotas para resgatar o empréstimo.

Enquanto era deflagrada a campanha de venda de cotas, a cidade aguardava ansiosa a inauguração do novo clube, que aconteceu em 26 de janeiro 1961 com a presença de vinte mil pessoas, entre elas o então senador Juscelino Kubitscheck, paraninfo da cerimônia. A grande atração da noite foi a presença dos atores Grande Otelo e Anilza Leoni, que animaram uma festa de glamour e de beleza ímpar. Por muitos dias os grandes jornais nacionais repetiram a notícia de que "... foi inaugurado o maior e mais luxuoso clube do Brasil, o PIC.

Galeria de Fotos

+ Veja galeria completa
 
 

Exibir mapa ampliado

Exibir mapa ampliado

Redes Sociais

. . Logo Youtube